Login
     
- Kislev 5, 5778
O Templo sagrado PDF Imprimir E-mail

Para um Tour pelo Bet Hamicdash (em inglês) clique aqui

 



Legenda

1. Portão Oriental do Pátio das Mulheres. Todos os portões do Templo mediam 9,6m de altura por 4,8m de largura.

2. Muro do Pátio das Mulheres, com 19,2m de altura.

3. Pátio das Mulheres, com 64,8 x 64,8m.

4. Galeria superior reservada às mulheres que vinham assistir às celebrações festivas no Templo em Sucot.

5. Degraus para as galerias.

6. Pequeno Tribunal. Comportava 23 juízes.

7. Câmara da Madeira, onde a madeira para o altar era guardada e examinada em busca de vermes.

8. Câmara dos Nazaritas, usada para preparar oferendas trazidas pelos nazaritas e cortar seu cabelo.

9. Câmara dos Leprosos. Esta sala tinha um micve para banho ritual dos leprosos.

10. Câmara do Azeite, onde eram armazenados azeite, vinho e farinha.

11. Câmara das Harpas. Duas salas sob o Pátio dos Israelitas onde eram guardados os instrumentos musicais.

12. Quinze degraus para o Pátio do Templo. Aqui os Levitas ficavam em pé e cantavam e tocavam os instrumentos durante as celebrações festivas de Sucot.

13. Portão de Nicanor. Todas as portões do Templo eram folhadas a ouro, exceto os portões de Nicanor, que eram de bronze.

14. Pátio dos Israelitas, com 64,8 x 5,28m.

15. Câmara de Pinechás, o Alfaiate. Nesta sala, com 96 armários, eram preparadas e guardadas as roupas dos sacerdotes.

16. Câmara dos Padeiros. Nesta sala era preparada a oferenda diária do Sumo Sacerdote feita de farinha. Metade era oferecida pela manhã e o restante à tarde.

17. Tablado com três degraus onde os Levitas cantavam e tocavam instrumentos na hora de oferendas diversas. Ficavam de frente para o Santuário, de costas para o povo. O espaço a partir deste Tablado até o Altar era chamado Pátio Sacerdotal.

18. Câmara das Pedras Talhadas. Aqui ficava o Tribunal Supremo de 71 juízes, a mais alta autoridade da Lei Judaica na Terra Santa. Aqui também eram sorteadas e distribuídas as funções dos sacerdotes.

19. Câmara dos Assessores. Nesta câmara, o Sumo Sacerdote morava durante sete dias antes de Iom Kipur - o Dia do Perdão.

20. Câmara do Cântaro. Nesta sala havia um poço, de onde se retirava água para usar no Pátio do Templo.

21. Câmara do Sal, onde era armazenado o sal das oferendas.

22. Câmara do Couro, onde era curtido o couro das oferendas dos animais. Na cobertura desta sala ficava um micve usado pelo Sumo Sacerdote no Dia do Perdão.

23. Câmara de Lavagem, onde eram lavados as tripas dos sacrifícios.

24. Abatedouro.

25. Oito colunatas. Nos ganchos destes pilares eram pendurados os animais, após o abate, para que sua pele fosse tirada.

26. Oito mesas de mármore para a lavagem das oferendas.

27. Vinte e quatro anéis afixados no chão, onde as patas dos animais eram amarradas durante o abate.

28. O Altar media 15,36 x 15,36m na base e 4,64m de altura. Seu local e tamanho tinham de ser precisos. Com a terra deste local, D'us criou Adão e, exatamente neste local, o Patriarca Abraão ofereceu seu filho Isaac.

29. Rampa principal no lado sul do Altar.

30. Pequena rampa do lado direito da rampa principal. Esta rampa ia do piso até o parapeito do Altar.

31. Pequena rampa do lado esquerdo da rampa principal. Esta rampa ia do parapeito do Altar até o piso.

32. Lavatório e base com 12 torneiras. Diariamente, os Sacerdotes lavavam as mãos e os pés com a água deste lavatório antes de iniciar o serviço do Templo.

33. Mesa de Prata para colocar os utensílios usados pelos Sacerdotes.

34. Mesa de Mármore para colocar os cortes das oferendas.

35. Casa da Lareira. Uma imensa sala abobodada onde os Sacerdotes se aqueciam. Sentiam frio, pois trabalhavam descalços sobre o chão de pedra. Nas paredes, foram construídos beliches para os Sacerdotes que passavam a noite no Templo. As chaves dos portões do Pátio do Templo eram guardadas ali, todas as noites, num cofre no chão coberto por uma laje de mármore. Nesta área, havia quatro câmaras menores (36 a 39).

36. Câmara da Lareira, onde havia uma lareira e degraus para a passagem subterrânea que levava ao micve e para os lavatórios.

37. Câmara do Armazenamento das Pedras do Altar, onde foram guardadas as pedras do Altar profanadas pelos sírios, no período de Chanucá.

38. Câmara das Ovelhas. Ovelhas sem defeitos eram mantidas de prontidão para a oferenda diária.

39. Câmara dos Pães da Proposição, onde eram assados os 12 pães.

40. Portão da Lareira.

41. Portão das Oferendas, por onde eram trazidas várias oferendas.

42. A Casa da Centelha ficava sobre do Portão da Centelha onde havia uma torre de guarda.

43. Portão da Centelha.

44. Muros do Pátio do Templo, com 19,2m de altura.

45. Portão da Lenha, por onde a madeira para o Altar era trazida.

46. Portão dos Primogênitos, por onde eram trazidas as oferendas de animais primogênitos.

47. Portão de Água. Por este portão, água era trazida para o Templo para a cerimônia de despejar água na festa de Sucot.

48. Câmara de Avtinus, onde era feito o incenso. Esta sala recebeu o nome da família de Sacerdotes, Avtinus, que preparava as especiarias. No andar de cima, tinha uma sala do Sumo Sacerdote.

49. Micve acima do Portão de Água usado pelo Sumo Sacerdote em sua primeira imersão no Dia do Perdão.

50. Terraço próximo ao micve.

51. Pilar de bronze Iachin.

52. Pilar de bronze Boaz.

53. Doze degraus para o Edifício do Templo. Os Sacerdotes ficavam nestes degraus quando recitavam diariamente a Bênção Sacerdotal.

54. Janelas do Edifício do Templo. Estas janelas eram largas por fora e estreitas por dentro.

55. Em forma de trapézio, o edifício do Templo tinha 48 x 48m no ponto central; era mais largo na frente e mais estreito atrás. A altura era também de 48m.

56. Contornando a cobertura do Edifício do Templo foi construída uma mureta. E por cima desta platibanda colocaram lanças para afastar os pássaros da beirada.

Vista do edifício do Templo Sagrado

Legenda

57. Entrada do Grande Vestíbulo do Edifício do Templo. Esta entrada media 19,2m de altura por 9,6m de largura. Bem no alto, havia uma luminária de ouro.

58. Mesa de mármore, onde ficavam os Pães das Proposições antes de ser colocados na mesa de ouro dentro do Santuário.

59. Mesa de ouro, onde os Pães das Proposições eram colocados após retirados do Santuário.

60. Salas das Facas de Abate, onde os sacerdotes mantinham suas facas de abate.

61. Uma rampa estendia-se do lado norte, dando a volta até o lado sul, onde havia uma escada que dava acesso ao sótão do Santuário. Quando era necessário consertar algo no Santo dos Santos, operários eram baixados em caixas pelas aberturas no chão do sótão. Estas eram abertas na frente para que os operários fizessem os consertos sem ver o restante da sala mais sagrada.

62. Trinta e oito compartimentos. Quinze do lado norte, quinze do lado sul e oito do lado oeste.

63. Vão para captação de águas pluviais da cobertura do santuário.

64. Portão do Santuário Interior. O portão tinha dois conjuntos de portas, em cada extremidade da parede. Adicionalmente, havia duas portas menores, uma em cada lado do portão do Santuário, sendo que a do lado esquerdo sempre ficava fechada. Defronte ao portão, estava dependurada uma videira de ouro, para a qual as pessoas doavam novas folhas e cachos.

65. O Santuário Interior media 19,2m de comprimento x 9,6m de largura e 19,2m de altura.

66. Mesa de Ouro com os doze Pães das Proposições, colocados semanalmente sobre ela.

67. Altar de Ouro, sobre o qual era oferecido o incenso.

68. Menorá, Candelabro de Ouro de sete braços, acesa diariamente.

69. Duas cortinas que separavam o Santuário Interior do Santo dos Santos, com um pequeno espaço entre elas.

70. O Santo dos Santos media 9,6 x 9,6m e 19,2m de altura. Apenas o Sumo Sacerdote entrava no Santo dos Santos, e somente no Dia do Perdão. A Arca da Aliança, contendo as Tábuas com os Dez Mandamentos, ficava lá. A Arca foi escondida antes da destruição do Primeiro Templo para evitar que caísse em mãos inimigas.

(fonte: chabad.org.br)

 
Comentários (1)
comentario
1 Qui, 04 de Setembro de 2008 14:37
Icaro Pereira Moreno Silva
Tov Meod

Adicione seu comentário

Seu Nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Comentário:
 

Beit Chabad centro de estudos ganênu - o nosso jardim sinagoga mikve Clube de Bat Mitzvá Ki Tov!

Partilhar esta página..


Mais...
Facebook Image

Cabalat Shabat

chaláCabalat Shabat, toda sexta às 19h30, com Kidush depois da reza. É a sua oportunidade de se conectar e se reunir com seus amigos judeus. Venha com a família no Cabalat Shabat no Beit Chabad!

 

Busca um Beit Chabad no mundo

Chabad-Lubavitch Directory

Aulas do Colel

O Colel Curitiba está oferecendo aulas de uma grande variedade de assuntos. Você pode marcar uma aula individual ou participar em uma de nossas aulas já programadas. Para a programação do próprio semestre continue lendo. Leia Mais

Ofereça um Kidush!

Ou realize sua festa no Beit Chabad.

Comemore datas festivas e homenageie a memória de seus entes queridos no Beit Chabad.Leia Mais

Minyan diário

Horários das rezas no Beit Chabad:

De segunda a sexta-feira – Shacharit, às 7h30. Minchá e Arvit, às 19h
Cabalat Shabat -19h30
Shabat - Shacharit 10h; Arvit e Havdalá, no término de Shabat
Domingos e feriados brasileiros – Shacharit, às 9h30. Minchá e Arvit às 19h

Leia Mais


Copyright © 2016 Beit Chabad Parana, All rights reserved.