Login
     
- Av 25, 5777
Shavuot PDF Imprimir E-mail

Shavuot este ano - 2017 - é celebrado 30 de maio -1 de junho. Para costumes de Shavuot clique aqui

O que é Shavuot?

Shavuot é o segundo dos três maiores Dias Festivos (Pêssach é o primeiro e Sucot o terceiro), e vem exatamente cinqüenta dias após Pêssach. A Torá foi outorgada por D'us ao povo judeu no Monte Sinai há mais de três mil e trezentos anos. Todos os anos, neste dia, renovamos nossa aceitação do presente de D'us.

A palavra Shavuot significa "semanas": assinala a compleição das sete semanas entre Pêssach e Shavuot (o período do ômer), durante o qual o povo judeu preparou-se para a Outorga da Torá. Durante este tempo, purificou-se das cicatrizes da escravidão e tornou-se uma nação sagrada, pronta a entrar em uma aliança eterna com D'us, com a Outorga da Torá.

Shavuot também significa "juramentos". Com a Outorga da Torá, o povo judeu e D'us trocaram juramentos, formando um pacto duradouro de não abandonar um ao outro.

O que e a Torá?

A Torá é composta de duas partes: a Lei Escrita e a Lei Oral. A Torá escrita contém os Cinco Livros de Moshê, os Profetas e os Escritos. Juntamente com a Torá Escrita, Moshê recebeu também a Lei Oral, que explica e esclarece a Lei Escrita. Foi transmitida oralmente de geração a geração e finalmente transcrita no Talmud e Midrash.

A palavra "Torá" significa instrução ou orientação. A palavra "mitsvá" significa tanto mandamento como conexão. Há 613 mandamentos. Os positivos (Faça), totalizando 248, são equivalentes ao número de órgãos no corpo humano. Os 365 negativos (não faça) são equivalentes ao número de vasos sanguíneos no corpo humano).

Através do estudo de Torá e cumprimento das mitsvot conectamos a nós e ao ambiente a D'us. O propósito de D'us ao criar o mundo é para que santifiquemos toda a Criação, imbuindo-a de santidade e espiritualidade.

O papel dos filhos

Nossos Sábios disseram que antes que D'us desse a Torá ao povo judeu, Ele exigiu avalistas. Os judeus fizeram várias sugestões, todas rejeitadas por D'us, até que declararam "Nossos filhos serão nossa garantia de que o povo judeu prezará e observará a Torá." D'us aceitou imediatamente, e concordou em dar a Torá.

Quando a Torá é lida na sinagoga em Shavuot, D'us na verdade está outorgando novamente a Torá. Portanto cada judeu, homem ou mulher, e especialmente as crianças, deveriam fazer todos os esforços para estarem presentes em uma sinagoga na quarta-feira, 26 de maio, quando os Dez Mandamentos são lidos.

A Outorga da Torá

A Outorga da Torá foi um evento de grande alcance espiritual - que tocou a essência da alma judaica na ocasião e para todo o sempre. Nossos Sábios a compararam a um casamento entre D'us e o povo judeu. Um dos muitos nomes de Shavuot é o Dia do Grande Juramento, (a palavra shavua significa também juramento). Neste dia, D'us jurou-nos eterna devoção, e nós também prometemos lealdade eterna a Ele.

Neste dia recebemos um presente do Alto, que não teríamos conseguido com nossas limitadas faculdades. Recebemos a habilidade de atingir e tocar o Divino; não apenas para sermos seres humanos refinados, mas seres humanos Divinos, capazes de se elevar acima e além das limitações da natureza.

Por que a Tora não foi outorgada em Israel?

A Torá foi outorgada livremente, em um local público sem proprietário. Se tivesse sido outorgada na terra de Israel, as nações do mundo diriam que não têm uma porção nela. Qualquer povo que a deseje aceitar é bem vindo a fazê-lo.

Por que o Monte Sinai foi escolhido para ser o local para a Outorga da Torá? A resposta convencional é que a escolha do Monte Sinai foi para ensinar-nos a humildade, pois o Monte Sinai era a mais humilde de todas as montanhas. Se é assim, por que não foi dada em um vale profundo? Não seria esta uma lição mais forte sobre a humildade?

Daí, aprendemos que um judeu deve ser capaz de distinguir entre ser orgulhoso e ser arrogante. A arrogância é de mau gosto. Orgulhar-se de suas raízes é uma virtude. Portanto, a Torá foi outorgada em uma humilde montanha.

Nomes adicionais de Shavuot

Shavuot é também chamado de Atsêret, que significa a Compleição, porque juntamente com Pêssach, completa uma unidade. Ganhamos nossa liberdade em Pêssach a fim de recebermos a Torá em Shavuot.

Outro nome para Shavuot é Yom Habicurim, ou o Dia dos Primeiros Frutos. Numa expressão de agradecimento a D'us, começando em Shavuot, cada fazendeiro na terra de Israel levava ao Templo Sagrado uma oferenda do primeiro trigo, cevada, uvas, figos, romãs, azeitonas e tâmaras que cresciam no campo.

Finalmente, Shavuot é também chamado Chag Hacatsir, a Festa da Colheita, porque o trigo, o último dos grãos a ficar pronto para ser cortado, era colhido nesta época do ano.

Estudando na noite de Shavuot

Na primeira noite de Shavuot os judeus de todo o mundo cumprem o costume milenar de conduzir uma vigília que dura toda uma noite, dedicada ao estudo de Torá. Uma explicação para esta tradição é que o povo judeu não se levantou cedo no dia em que D'us concedeu a Torá, e foi necessário que o próprio D'us os despertasse. Como uma compensação por seu comportamento, os judeus adotaram o costume de permanecerem acordados durante toda a noite.

Veja: Estudos a noite inteira

Os Dez Mandamentos

Shavuot é o dia no qual celebramos a grande revelação da Outorga da Torá no Monte Sinai, no ano 2448. Você ficou ao pé da montanha. Seus avós e bisavós antes deles. As almas de todos os judeus de todos os tempos juntaram-se para ouvir os Dez Mandamentos, transmitidos pelo próprio D'us.

Compareça
até sua sinagoga para ouvir os Dez Mandamentos e reafirmar o pacto com D'us e Sua Torá.

Como todos nós ficamos no Monte Sinai, devemos confirmar nosso compromisso. Bebês, crianças, os idosos, todos que estiverem em condições deverão comparecer.

O Livro de Ruth

Em muitas sinagogas lê-se o Livro de Ruth no segundo dia de Shavuot. Há vários motivos para este costume:

A - Shavuot é a data de nascimento e yahrzeit (dia de falecimento) do Rei David, e o Livro de Ruth registra sua ancestralidade. Ruth e seu marido Boaz foram os bisavós do Rei David.

B - As cenas de colheita, descritas no Livro de Ruth, são apropriadas ao Festival da Colheita.

C - Ruth foi uma convertida sincera que abraçou o judaísmo de todo o coração. Em Shavuot, todos os judeus foram como convertidos, tendo aceitado a Torá e todos seus preceitos.

Adornando a casa com folhagens e flores


Em Shavuot costuma-se enfeitar a casa e a sinagoga com frutas, flores e folhagens. O motivo disso é que na época do Templo Sagrado, os primeiros frutos da colheita eram oferecidos em Shavuot. Nossos Sábios relatam também que, embora o Monte Sinai se localizasse em um deserto, quando a Torá foi outorgada a montanha floresceu e muitas flores brotaram.  (chabad.org.br)

 
Comentários (2)
maravilhoso
1 Qui, 17 de Maio de 2012 17:51
beto goldman
Muito bom a explicação, sucinto sem perder a profundoidade do tema.
Shavuot
2 Qua, 31 de Maio de 2017 10:59
Chaia Lea Rzeznik
Muito bom e instrutivo.
Muito obrigada por vçs se preocuparem sempre em.nos manter
em dia com os nossos costumes Shavuot Sameach a todos.

Adicione seu comentário

Seu Nome:
Seu e-mail:
Assunto:
Comentário:
 

Beit Chabad centro de estudos ganênu - o nosso jardim sinagoga mikve Clube de Bat Mitzvá Ki Tov!

Partilhar esta página..


Mais...
Facebook Image

Cabalat Shabat

chaláCabalat Shabat, toda sexta às 19h30, com Kidush depois da reza. É a sua oportunidade de se conectar e se reunir com seus amigos judeus. Venha com a família no Cabalat Shabat no Beit Chabad!

 

Busca um Beit Chabad no mundo

Chabad-Lubavitch Directory

Aulas do Colel

O Colel Curitiba está oferecendo aulas de uma grande variedade de assuntos. Você pode marcar uma aula individual ou participar em uma de nossas aulas já programadas. Para a programação do próprio semestre continue lendo. Leia Mais

Ofereça um Kidush!

Ou realize sua festa no Beit Chabad.

Comemore datas festivas e homenageie a memória de seus entes queridos no Beit Chabad.Leia Mais

Minyan diário

Horários das rezas no Beit Chabad:

De segunda a sexta-feira – Shacharit, às 7h30. Minchá e Arvit, às 19h
Cabalat Shabat -19h30
Shabat - Shacharit 10h; Arvit e Havdalá, no término de Shabat
Domingos e feriados brasileiros – Shacharit, às 9h30. Minchá e Arvit às 19h

Leia Mais


Copyright © 2016 Beit Chabad Parana, All rights reserved.